quinta-feira, maio 25, 2006

Crenças e mitos/ interpretação dos sonhos

  • Sonhar com ouro é aflição;
  • Sonhar com dentes é morte;
  • Sonhar com cabelos é enredo;
  • Sonhar com ratos é gravidez encoberta;
  • Sonhar com aranhas é sinal de dinheiro;
  • Sonhar com água limpa é sinal de lágrimas.

11 comentários:

SaraDaniela disse...

Na minha opinião, os mitos e as crenças servem para dar segurança ás pessoas e seguirem as tradições antigas. Eu penso que isto, influência muito a vida das pessoas principalmente os dos antigos. Os antigos por ser tradição passam estas crenças e estes mistos são transmitidos aos mais jovens.
Em suma, podemos dizer que os mitos e as crenças têm uma influência importante na nossa vida.

Talhar mal de inveja

Mal de inveja fraco olhar de onde vim este, vai lá parar assim como senhora defuntou o seu amado filho para cheirar eu defumo este corpo para este mal de inveja levantar. (sete vezes)

Entrega do leito materno

Figueira toma conta do leite quando eu precisar volta-me a dar.(5vezes)

Talhar o bicho

Bicho bicho sai daí qu o bicho queima aqui.(5 vezes com um fósforo em cima da picadela em forma de cruz.
Sara Daniela Fonseca Moreira 12ºM nº15

NeliaSofia disse...

Na nossa opinião estas crenças podem-se tornar pontos de apoio para as pessoas mais frágeis, pois estas sentem-se mais seguras acreditando nelas.

as grávidas
não podem coser roupa com ela vestida porque depois querem ter o filho e não conseguem.
não podem cheirar flores porque o filho nasce com o formato da flor que cheirou.
não podem tocar no baço dos animais, porque o bebé nasce com o formato desse baço, geralmente na face.

não se pode varrer à noite a cozinha e deitar o lixo fora, porque se se deitar o lixo, deita-se fora a riquesa.

talhar o cobranto
o cobranto é contra o mal olhado e quando as pessoas se sentem com muito sono. talha-se com um terço e diz-se: Criatura de deus, se tens cobranto ou mal olhado, quem to deitaria, por Deus e pela Virgem maria, dois to deitaram , três to tiraram. Assim como as pessoas da Santíssima Trindade são três, como elas querem e podem, como este mal para aqui veio, assim para lá volte.
depois de dizer isto tem de se levar a mão por cima do ombro, num gesto de deitar fora algo para atrás das costas. isto deve ser feito três vezes.

Fátima Carvalho 12ºM Nº8
Nélia Ribeiro 12ºM Nº12

MartaTonha disse...

As crenças e os mitos, na minha opinião, são uma forma das pessoas encontrarem uma maior segurança, uma explicação para determinadas coisas que por vezes acontecem. Estas crenças e mitos também transmitem mais segurança e por vezes servem de apoio e reconforto das pessoas. Também não podemos deixar de frisar que, embora várias pessoas recorram a estes, são, principalmente, os antigos a acreditar nestes.

Talhar aftas:
Estrelinha de lá de além tire estas aftas que a minha boca tem.

Talhar a farfola:
Farfola sai daqui assim como porco e porca comem aqui.
(numa pia dum porco)

Talhar o bicho:´
Bicho bichão, largata largatão, em louvor S. Celibreste que as minhas palavrinhas preste, que nosso Senhor Jesus Cristo é o verdadeiro mestre.

uma mulher grávida não pode:
mexer em animais; cheirar flores; beber por copos rachados e sentar-se em bancos rechados.

A roupa de um bebe não pode ser estendida durante a noite sem a criança ser baptizada.

Uma criança não pode entrar em igrejas sem ser baptizada.

Uma criança sem ser baptizada quando sai à noite tem de andar no colo do pai.

Marta Ferreira Nº10 12ºM



Só nas aulas de I.P.A. é que me aparecem Tonhas... Ah.Ah.Ah.... Manela Alvim

mitos e crenças disse...

Na minha opinião os mitoe as crenças são um conjunto de palavras que dão origem a uma frase que normalmete nos dá a entender a grande imaginação das pessoa. São passadas de geração em geração e as pessoa mais antigas apenas afirmavam certas coisas para se suportarem nelas quando estivessem mais em baixo ou sem resposta para algo diferente.

*Chapeus e dinheiro em cima das camas ou das mesas dá azar;
*Partir um espelho, trás 7 anos de má sorte;
*Passar em baixo de uma escada também trás azar;
*As grávidas não podem cheirar flores pois o bebé nascerá com o a mancha identica à flor que a mãe cheirou, também não pode estar perto de gatos pois o bebé nascerá com o pelinho do gato;
*Quando o bebé sair à noite e se ainda não estiver batizado terá que levar sal no bolso;
*Deixar a janela aberta durante a noite faz mal, pois apanha os ares da noite;
*Dá azar sair do lado esquerdo da cama;
*Ver pegas e gatos pretos durante a noite dá azar, mas se for duas pegas já dá sorte;
*virar azeite trás má sorte;
*Ter uma galinha preta em casa dá sorte;
*Um casal de namorados k batize um menino já não casa(Batizado feito casamento desfeito);
*Andar para trás ensina o caminho a o diabo;
*Laranja de manhã é ouro de tarde é prata e à noite mata;
*Se uma mãe cortar as unhas do bebé antes de ele finalizar o primeiro ano de vida ele não falará quando crescer;
*Se o padrinho nnão souber o credo nio dia do batizado o bebé crescerá e ficará gago;
*A um menino ougado dá-se pão de milho atrás da porta;
*Quando passa um funeral não se deve estar a dormir;
*Quando uma mulher grávida vê um incêndio tem que dizer"aqui El-Rei ao fogo" se não o disser o menino nascerá queimado, com o fogo lobo;
*Na passagem de ano dá sorte se se bater nas panels, comer doze passas, subir a um banco e partir loiça velha!

TALHAR AS AFTAS

(olha-se para uma estrela e diz-se):
Estrelinha de além
Cura esta afta que o/a meu/minha menino(a) tem. (3vezes)

TALHAR O BICHO

(pega-se num carvão e diz-se):
Sai bicho sai bichão
Sai cobre sai cobrão
Sai aranha sai aranhão
Inda que te fiques já negro como este carvão. (3vezes)

TALHAR AS DORES DE BARRIGA

(mete-se a laranja no dedo mendinho):

S. Gonçalo de Amarante
Não me doia a barriguinha
Nem de noite nem de dia
Nem à hora do meio-dia.

Sara Isabel Quintela
Nº17/12ºM

mitos e crenças disse...

Na minha opinião os mitos e as crenças são meramente uma desculpa que as pessoa mais antigas "inventavam" para sentirem-se mais protegidos para todas as coisas que estas não tinham respostas. As pessoas mais idosas passavm isto para as mais novas, passando, então, de gerçao em geraçao.

As grávidas não devem passar por baixo da cordas. Caso o façam, o bebé pode ficar com o cordão umbilical entrelaçado no pescoço;
As grávidas não podem ir ao cemitério, nem andar de preto, nem estra perto de defuntos;
No dia do casamento o noivo deve chegar à igreja sempre antes da noiva;
As mulheres(quando menstruadas) estão "proibidas" de cozer pão, fazer bolos, ir ao cemitério, assistir à morte de animais bem como comer azeitonas, cereijas, etc..
As noivas não devem usar oiro no dia do casamento nem ver o noivo antes da cerimónia;
As mães não devem cortar as unhas ao bebé com tesouras mas sim com os seus próprios dentes;
Não se deve cortar o cabelo aos bebés sem que estes completem o primeiro ano de vida;
A mãe não pode transportar o bebé de noite sem que ele seja batizado. Deve ser o pai a transportá-lo;
Á noite, no fim de tomar banho, ao sair de casa deve-se levar sal;
Á hora das Avé-Marias não se deve estar à porta, sob penade ficarmos paralíticos;
Não se deve passar poe baixo da mesa quando se tem pão;
Se passarmos debaixo de uma corda deixamos de crescer;
No dia do Espírito Santo não se pode trabalhar com agulhas visto que nodia da morte cada ponto que se der, são gritos que se vivem;
Não se deve cozer roupa quando se está com ela vestida;
Não se podem colocar as sementes dentro da cozinha;
Não por dinheiro em cima da cama;
Os bebés não podem andar de noite nem entrar dentro de uma igreja antes de ser batizado;
Não se pod comer orelha de porco. Caso o faça parte a loiça.

Cidália Alves
Nº6/12ºM
Nº6/ 12ºM

Ana Teixeira disse...

Sonhar com cobras sinal que nos vai acontecer algo de bom.

Ana Teixeira nº 1 12ºM

vaniafonso disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
LuciaTeixeira disse...

na minha opinião os mitos e as crenças nãopassam de coisas fictícias que vêm das gerações passadas, isto enquanto não forem provadas pela comunidade cientifica, ou enquanto não obter resultados que me provem que ambos sejam verdadeiros.
No entanto respeito a opinião das pessoas que acreditam, e espero que nunca deixem acabar esta tradição, uma vez que quem acredita nesta se sente mais segura.

As grávidas:
Não podem passar por baixo das cordas das tendeiras;
Quando houver um incêndio devem berrar "aque derrei" ao fogo;
Não podem cheirar as flores;

As crianças:
Enquanto não forem baptizadas não podem entrar na igreja;
durante um mês devem dormir com a luz da candeia ligada;
quando cai o primeiro dente deita-se para cima do forno;

As mulheres menstruadas:
não podem comer polvo;
não devem tomar banho;
não devem entrar no cemitério;

Talhar a Dada:
duas te dera, trÊs te tirarão e o senhor e a senhora e o padre da Conceição (9vezes durante 3dias);

Talhar a Bertueja:
Bertueja sai-te daqui, assim como eu varro a cozinha também te varro a ti (9 vezes em 3dias)

Talhar o fogo:
Santa Eufânia tem 3filhos. Uma da água, uma da lenha e outra do lume. Venha a da água e venha a da lenha e a do lume que nunca cá venha. (com 3 folhas de saboeiro)

Lúcia M.ª Ventura Teixeira 12.º I N.º 13

DianaCosta10 disse...

Nos anos 60,em Felgueiras havia uma grande crença em tais tipos de tratamentos.As pessoas referiam mesmo o facto de para tais doenças, como por exemplo,o trasorelho,o bicho,a "Dada",etc,não existiam a não serem os talhares,sendo estes a substituir os tratamentos medicionais ou até mesmo as idas ao médico.
O seu dia-a-dia e inclusive as suas vidas eram guiadas por certos tipos de crenças ao qual eles acreditavam firmamente, como é o caso da interpretação de sonhos.
Actualmente, embora nem tanto, as pessoas ainda acreditam neste tipo de "crenças e mitos" e para certas doenças ainda recorrem aos talhares.Mas não só, hoje em dia e devidon á evoluçãoo das mentalidades as pessoas já não seguem tanto pr aquilo que se deve ou não fazer durante uma determinada circunstância ou periodo de tempo.
No meu ponto de vista,não deveríamos deixar acabar este tipo de crenças e de mitos,visto que são características que vêm testemunhar um passado de uma história valiosissíma.

Diana Costa.12ºN Nº8
Escola Secundária de Felgueiras

Biandbi disse...

Talhar a farfola:
Farfola sai daqui assim como porco e porca comem aqui.


Talhar mal de inveja
Mal de inveja fraco olhar de onde vim este, vai lá parar assim como senhora defuntou o seu amado filho para cheirar eu defumo este corpo para este mal de inveja levantar. (sete vezes)


TALHAR AS DORES DE BARRIGA
(mete-se a laranja no dedo mendinho):
S. Gonçalo de Amarante
Não me doia a barriguinha
Nem de noite nem de dia
Nem à hora do meio-dia.

Na minha opinião, os mitos e as crenças servem para dar segurança ás pessoas e seguirem as tradições antigas.podem-se tornar pontos de apoio para as pessoas mais frágeis, pois estas sentem-se mais seguras acreditando nelas.

Bebiana Ferrás

Joana disse...

ola. Gostaria de pedir para me esclareceram uma coisa. Na crença que diz "batizado feito casamento desfeito" referem-se aos pais da criança ou aos padrinhos da criança?
Obrigada